Crédito consolidado – Como funciona o crédito consolidado para particulares

Por: CrediSolutions

Muitas famílias pensam em obter um crédito consolidado, mas por falta de tempo, conhecimentos e até de ousadia, acabam por continuar a pagar várias mensalidades referentes a diferentes empréstimos, quando podiam pagar apenas uma e bem mais reduzida!

Outras famílias portuguesas em dificuldades financeiras, têm recorrido a um crédito consolidado para uma melhor gestão das suas finanças. E isso porque este produto tem grandes potencialidades, sendo a principal a redução das prestações mensais com créditos. E de facto, na maioria das instituições financeiras essa redução anda na ordem dos 60%. Como é que isso é possível? Devido a duas estratégias específicas!

  • Redução da taxa de juro – Ao optar pela consolidação de créditos, uma família reduz a taxa de juro média dos seus empréstimos. E quantos mais créditos tiver, mais visível é a poupança.
  • Aumento do prazo – Com a junção de créditos, as famílias portuguesas aumentam o prazo de pagamento dos seus vários créditos, sim, mas se isso significa o pagamento de mais juros ao longo do contrato, também significa que vão reduzir as suas prestações mensais. e acabar mais rapidamente com os seus créditos.

Pelo exposto se percebe que tem sido este o recurso para milhares de famílias portuguesas, para equilibrar finanças e reduzir prestações com créditos. E você? Do que está à espera?

Não espere mais! Consolide os seus créditos e faça a simulação agora mesmo.

 

Crédito consolidado: o que é?

É uma solução apresentada por bancos e intermediários de crédito a um cliente no sentido de juntar vários créditos num só, com o objetivo de ajudá-lo a fazer uma melhor gestão dos seus empréstimos e a poupar nas mensalidades.

Este tipo de empréstimo combate rapidamente o sobre-endividamento, pois ao agregar todos os créditos num só oferece benefícios aos clientes: todos os créditos são abatidos, criando-se um único empréstimo com uma única mensalidade mais baixa. E isso permite poupar até 60 ou mesmo 70%! Como? Mais uma vez, através de um aumento do prazo de pagamento e da obtenção de uma taxa de juro mais baixa do que aquela que se está atualmente a pagar.

Gostava de conhecer as vantagens da consolidação de créditos da CrediSolutions? Clique aqui!

 

Crédito consolidado: a solução para recuperar a estabilidade financeira

Antes de falarmos do funcionamento deste produto financeiro, convém recordar que este crédito é uma espécie de lufada de ar fresco que pode devolver a tranquilidade e estabilidade financeira a uma família. Por isso, não há razão para se deixar chegar a um beco sem saída. E se já lá chegou porque foi despedido ou lhe reduziram o ordenado, por exemplo, há que reinventar! O orçamento apertado traz grande angústia e ansiedade para toda a sua família. Mas para grandes males, grandes remédios! A consolidação de créditos pode ser a tábua de salvação!

 

Crédito consolidado: tipos

Para avançarmos nesta matéria, convém indicar que em Portugal existem apenas dois tipos de consolidação de créditos:

  • Crédito consolidado com hipoteca

A consolidação de créditos com hipoteca envolve um bem imobiliário que serve de garantia para o empréstimo e funciona de forma similar ao crédito habitação, com os mesmos prazos e taxas de juro semelhantes. Contudo, se não tiver um crédito à habitação pode dar um imóvel como garantia, simplesmente. Em termos de valores este tipo de consolidação de créditos funciona muito bem, mas a desvantagem é que em caso de incumprimento, o banco poderá vir a ficar com a sua casa e por isso há que avaliar muito bem as suas opções para melhorar as suas finanças, sem arriscar.

  • Crédito consolidado sem hipoteca

A consolidação de créditos sem hipoteca não é tão vantajosa a nível de taxa quanto a primeira modalidade, mas reagrupa e liquida apenas os seus créditos ao consumo: pessoais, automóveis, cartões de crédito, etc. No fundo, junta estes empréstimos todos num só, mas com um prazo mais dilatado, normalmente até 10 anos, restruturando os seus créditos e chegando a uma taxa de juro mais baixa, logo, a uma maior poupança.

A CrediSolutions aconselha-o sobre o crédito consolidado mais adequado ao seu caso.

 

Crédito Consolidado: Como funciona o crédito consolidado para particulares

Consolidação de créditos: como funciona?

A consolidação de créditos é um produto financeiro que, tal como outro crédito qualquer, pode hoje em dia ser simulado online com rapidez e eficácia. Felizmente que quase todas as instituições financeiras e intermediários de crédito facultam nos seus sites estas alternativas para que os seus clientes possam conhecer o valor a pagar em determinado empréstimo.

Clique aqui para simular o seu crédito consolidado!

Aproveite esses simuladores para se informar sobre as condições praticadas para este empréstimo em vários bancos e instituições financeiras e compare-as dando especial atenção a…

  • TAEG ou Taxa Anual de Encargos Efetiva Global – Taxa que mede o custo do empréstimo para o cliente, por ano, em percentagem do montante emprestado.
  • Prazos – Mesmo que os prazos mais longos possam resultar em prestações mensais mais baixas, é possível que, a longo prazo, acabe por pagar consideravelmente mais do que pagaria num prazo mais curto, pois pagará juros durante mais tempo. Tenha atenção a isso. Se o seu objetivo for pagar menos no total, apenas, então o ideal é comparar o valor global da dívida consoante o prazo que escolher. De seguida, compare esse valor com o que pagará caso não recorra à consolidação dos seus créditos, e a partir aí decida se de facto deve obter este crédito para poupar.

 

Se chegar à conclusão que sim, precisa de juntar os seus créditos, quando se decidir pelo produto mais adequado e contactar o intermediário de crédito, terá oportunidade de esclarecer dúvidas e conhecer todas as condições e requisitos inerentes ao novo contrato. Se resolver avançar, ser-lhe-á solicitada a documentação necessária:

  • Documento de identificação do ou dos titulares.
  • IRS e nota de liquidação do último ano.
  • Recibos de vencimento dos últimos 3 meses.
  • Extratos bancários dos últimos 3 meses ou dos últimos 6 meses para trabalhadores por conta própria.
  • Mapa de responsabilidade de crédito atualizado.
  • Comprovativo de IBAN.
  • Comprovativo de morada.

Estando tudo em ordem com a papelada, o intermediário de crédito analisa as suas dívidas e emite um contrato de crédito. O parceiro financeiro que lhe aprova o novo crédito vai liquidar as suas dívidas às respetivas entidades onde as contraiu, mas o trabalho burocrático fica todo para o outro lado. Você limita-se a autorizar.

Como vê o funcionamento do crédito consolidado não podia ser mais simples. Em poucos dias fica apenas com uma prestação mensal significativamente mais baixa que aquela que pagava no global, pelos seus empréstimos.

Poupe até 70% com um crédito consolidado!

Como funciona o crédito consolidado para particulares

Consolidação de créditos: requisitos

Como deve calcular, os requisitos de um crédito consolidado variam de instituição financeira para instituição financeira, mas é comum que este seja negado se…

  • Estiver numa situação profissional instável. Caso esteja desempregado ou numa situação de emprego precário, é provável que o banco recuse o seu pedido.
  • Não tiver fiador.
  • Tiver menos de 18 ou mais de 75 anos.
  • Apresentar atrasos nos pagamentos das prestações dos seus créditos (pelo que neste caso o ideal é regularizar primeiro as suas dívidas antes de falar com o  intermediário de crédito).
  • O seu nome constar na lista negra do Banco de Portugal.
  • A sua taxa de esforço ultrapassar os 50% dos rendimentos mensais (sendo que taxa de esforço é a percentagem do rendimento total do agregado familiar destinada ao pagamento das prestações de créditos até então contraídos).

Pelo exposto se percebe que nem todas as famílias consigam preencher os requisitos para obter um crédito consolidado. Mas a verdade é que os bancos, como é natural, precisam de garantias de que os clientes vão pagar os empréstimos.

 

Consolidação de créditos: principais benefícios

O maior benefício de todos, é o facto da prestação mensal do total dos créditos ser menor. Mas a junção de créditos apresenta outras vantagens, entre elas o facto de gerar maior capacidade de pagar os créditos em prestações menores. Isso é ótimo, pois ganha em liquidez, mas em abono da verdade há que referir a grande desvantagem deste crédito: a longo prazo, paga mais juros.

A verdade é que não se pode ter tudo e a junção de créditos é das melhores soluções para poupar, agilizar e melhorar as finanças pessoais e familiares.

 

Conheça algumas das vantagens e benefícios CrediSolutions!

 

Sobre a CrediSolutions

Os consultores da CrediSolutions sabem o quão importante é resolver a sua situação financeira num curto espaço de tempo, por isso em 48h, no máximo, dão-lhe uma resposta. Se a resposta for positiva, terá apenas um único interlocutor com experiência na área do crédito durante todo processo, para aconselhamento, acompanhamento e resposta às suas dúvidas nas diferentes etapas: das diferentes soluções à documentação necessária.

A CrediSolutions beneficia de protocolos financeiros exclusivos, oferecendo-lhe diversas soluções para poder decidir a opção mais vantajosa para si!

Please follow and like us:
error

Artigos relacionados