Crédito Consolidado – O que é e como funciona

Por: CrediSolutions

Antes de lhe falarmos de crédito consolidado, temos de pedir que se imagine sobrecarregado com prestações relativas a vários empréstimos que foi contraindo nos últimos tempos: primeiro o crédito pessoal para pagar a universidade, depois o crédito automóvel para comprar carro, a seguir o crédito habitação para arranjar casa… E depois imagine que lhe sugerem um crédito capaz de agregar todas essas dívidas num só empréstimo, cuja mensalidade é muito, mesmo muito, inferior à prestação de todos os seus créditos juntos? Imagine que consegue uma poupança de 70%! E agora deixe de imaginar e passe a atuar!

Com o tempo, as famílias vão acumulando vários empréstimos comprometendo a sua estabilidade financeira e o crédito consolidado (que sabe disso, melhor do que nenhum outro) surge como uma espécie de lâmpada de Aladino que concede três desejos:

  • Desejo nº 1 – Associar todos os créditos antigos numa única mensalidade.
  • Desejo nº 2 – Aumentar prazos e reduzir taxas de juro.
  • Desejo nº 3 – Poupar muito na prestação.

Os seus desejos, são uma ordem!

 

O que é um crédito consolidado?

Genericamente, é uma solução apresentada por bancos e intermediários de crédito para juntar vários créditos num só, com o objetivo de ajudar as famílias a fazer uma melhor gestão dos seus empréstimos e a poupar nas mensalidades.

Este tipo de empréstimo combate rapidamente o sobre-endividamento, pois ao agregar todos os créditos num só, proporciona mais vantagens aos clientes na medida em que todos os créditos são abatidos, criando-se um único empréstimo com uma única mensalidade mais baixa. Isso permite poupar até 60 ou mesmo 70%! Como? Através de um aumento do prazo de pagamento e da obtenção de uma taxa de juro mais baixa do que aquela que se está atualmente a pagar!

 

Quem o deve pedir?

É verdade que todas as pessoas que tenham créditos, independentemente de estarem ou não com dificuldades para os pagar, podem e devem solicitar um crédito consolidado, mas ainda assim há grupos que iriam tirar maiores benefícios deste tipo de empréstimo:

  • Em primeiro lugar, pessoas que estejam sobre endividadas ou sobrecarregadas com dívidas, precisem de se reorganizar, reequilibrar as finanças e começar a pagar com urgência prestações de empréstimos menores.
  • Em segundo lugar, pessoas endividadas em risco de sobre-endividamento devido a desemprego, divórcio, doença, etc, ou pessoas endividadas que pretendam poupar para a reforma e estudos, entre outras finalidades.
  • Em terceiro lugar, pessoas que embora possam ter alguma folga no orçamento, queiram poupar dinheiro, pois como vimos este crédito é uma ótima ferramenta para reduzir custos com empréstimos.
  • Em quarto lugar, profissionais liberais com dificuldade em responder a crédito e dívidas a instituições públicas e privadas.
  • Em quinto lugar, pessoas que desejam amortizar dívidas e endireitar a sua vida financeira, pois a redução mensal de valor em crédito permite acabar mais depressa com as dívidas e até fazer amortizações antecipadas com toda a flexibilidade.

Gostava de conhecer as vantagens do crédito consolidado da CrediSolutions? Clique aqui para fazer a sua simulação!

 

Crédito Consolidado - Como é e como funciona?

 

Quem o pode solicitar?

Qualquer pessoa que se encontre numa das situações em cima enumeradas, pode pedir este empréstimo, independentemente de ser trabalhadora por conta própria ou trabalhadora por conta de outrem, se bem que o crédito consolidado é particularmente aconselhado a pessoas com diversos empréstimos a curto prazo, como é o caso dos cartões de crédito e crédito pessoal.

 

Quais os documentos necessários?

Os documentos necessários para solicitar este empréstimo, podem variar consoante o banco ou intermediário de crédito, mas existem alguns que são transversais a todos:

  • Documento de identificação do ou dos titulares.
  • IRS e nota de liquidação do último ano.
  • Recibos de vencimento dos últimos 3 meses.
  • Extratos bancários dos últimos 3 meses ou dos últimos 6 meses para trabalhadores por conta própria.
  • Mapa de responsabilidade de crédito atualizado.
  • Comprovativo de IBAN.
  • Comprovativo de morada.

 

Como funciona o crédito consolidado?

Depois de analisar a sua situação financeira, recolher a documentação necessária, contactar os vários credores, aprovar o crédito e assinar um contrato, o banco ou a entidade financeira tem de liquidar as suas dívidas às respetivas entidades onde as contraiu. A seguir é só aguardar alguns dias ou semanas, consoante a instituição, e já está! Por último, passa a pagar apenas uma mensalidade à nova entidade credora que lhe concedeu o crédito consolidado porque os créditos foram juntos num só.

 

Tipos

Em Portugal existem dois tipos de crédito consolidado:

Com hipoteca

O crédito com hipoteca envolve um bem imobiliário que serve de garantia para a operação. Assim, é um crédito que vai incluir o seu crédito habitação (se não tiver um, pode dar um imóvel como garantia) e funcionar da mesma forma que ele, ou seja, com os mesmos prazos e taxas de juro semelhantes às taxas do crédito habitação.

Se optar por este tipo de crédito, em caso de incumprimento, o banco poderá vir a ficar com o seu imóvel, de modo a cobrir a sua dívida. Pode ser uma opção arriscada, mas se quer mesmo ter um crédito consolidado mais barato, esta é a forma mais fácil de obtê-lo.

Sem hipoteca

O crédito sem hipoteca reagrupa e líquida apenas os seus créditos ao consumo: pessoais, automóveis, mota e cartões de crédito. Junta-los num só, mas com um prazo mais dilatado, normalmente até 10 anos, restruturando os seus empréstimos e conseguindo uma taxa de juro mais baixa, o que lhe permite uma maior poupança.

 

Com ou sem hipoteca, encontre as melhores alternativas para o seu crédito na CrediSolutions!

 

Requisitos

Também os requisitos de um crédito consolidado variam entre instituições financeiras, mas, por norma, este só é negado a pessoas sem estabilidade profissional, com encargos  mensais muito superiores aos rendimentos declarados, e a pessoas com incidentes bancários reportados no Banco de Portugal.

De ressalvar ainda que a idade máxima para subscrever este financiamento pode ir até aos 75 anos.

Um intermediário de crédito especializado é a melhor opção para conseguir-lhe o crédito consolidado mais vantajoso tendo em conta a especificidade de cada caso.

 

Vantagens

São várias as vantagens de um crédito consolidado, e na reta final deste texto já fixou pelo menos uma:

  • Pode poupar e muito, não é verdade? Este crédito reduz o total de mensalidades (por vezes até 60% ou 70%) resultando numa folga financeira mensal de dinheiro que pode poupar ou usar para outros fins.

Mas há outros benefícios…

  • Reduz a taxa de esforço e aumenta a estabilidade financeira.
  • Permite pagar as dívidas dos cartões de crédito.
  • É mais confortável porque em vez de ter vários débitos aleatórios na sua conta, passa a ter apenas um único pagamento mensal a uma única entidade credora.
  • Permite maior organização e gestão das suas finanças, já que apenas necessita de pagar a uma entidade, numa data e um único valor.
  • Dá acesso a mais financiamentos, caso necessite de obter um crédito adicional.
  • Tem taxas de juro normalmente mais baixas que a média das taxas de juros de todos os créditos, ou mesmo muito mais baixas se já tiver um crédito à habitação e quiser tirar partido da sua hipoteca.
  • Adapta-se às suas necessidades, pois quando solicita um crédito consolidado, pode sempre negociar todos os parâmetros de forma a ajustá-lo às suas expectativas, permitindo maiores ou menores prestações mediante o prazo de pagamento escolhido.
  • A aprovação é rápida e simples.

 

Qual o melhor?

Seria de mau tom dizer desde já que o melhor crédito consolidado é o da CrediSolutions, pelo que nos vamos limitar a dar os seguintes conselhos: informe-se sobre as condições praticadas para este empréstimo em vários bancos e instituições financeiras, compare -os dando especial atenção à TAEG ou Taxa Anual de Encargos Efetiva Global (que mede o custo do empréstimo para o cliente, por ano, em percentagem do montante emprestado). Atente nos prazos! Mesmo que os prazos mais longos possam resultar em prestações mensais mais baixas, é possível que, a longo prazo, acabe por pagar consideravelmente mais do que pagaria num prazo mais curto, pois pagará juros durante mais tempo. Se o seu objetivo for pagar menos no total, apenas, então o ideal é comparar o valor global da dívida consoante o prazo que escolher. De seguida, compare esse valor com o que pagará caso não recorra à consolidação dos seus créditos, e a partir aí decida se de facto deve obter um crédito consolidado para poupar. E por último, se entender que sim, use simuladores online e descubra a melhor opção para o seu caso.

E por falar em simulador online… Clique aqui para simular o seu crédito consolidado!

Já conhece a melhor solução para o equilíbrio do seu orçamento familiar, mas confie-a a profissionais competentes, capazes de encontrar a estratégia perfeita para adequar o crédito às suas necessidades!

Please follow and like us:
error

Artigos relacionados